Segunda-feira, 15 de Março de 2004

Para meditar e comentar

lema.jpg


.. Eu já perdi muitas oportunidades mas ultimamente esforço-me por evitar esse erro que cometi durante demasiado tempo. Palavras pronunciadas.. penso-as antes de as dizer, mas as que são verdadeiramente importantes, não as evito, doa a quem doer. Quanto às flechas, não as lanço - não tenho arco!


E os meu queridos amigos, o que fazem?


Bina Ladina aka NightWitX às 03:01
| ...Comenta...
16 comentários:
De Anónimo a 17 de Março de 2004 às 02:02
Oportunidades, perco algumas ... palavras são sempre bem medidas ... flechas ... não acerto em nada mesmo ;-))) Beijos ***Lótus
(http://lotus1.blogs.sapo.pt)
(mailto:lotus__@msn.com)


De Anónimo a 17 de Março de 2004 às 01:39
As duas primeiras frases parecem reflectir duas perspectivas diferentes da mesma realidade: a flecha simboliza a acção física e a palavra a acção psicológica. A oportunidade perdida é consequência da falha de sintonia das outras duas. Pessoalmente, acho que nos devemos arrepender apenas daquilo que deixamos por fazer porque o que foi feito já faz parte do passado e não se pode voltar atrás para se fazer de outro modo diferente. Os erros servem para nos ensinar logo é necessário cometê-los ocasionalmente. Devemos aprender com o passado, viver o presente e olhar para o futuro com coragem e determinação por muito negro que ele por vezes possa parecer. Eu até gosto do escuro... ;)jesusrocks
(http://jesusrocks.blogs.sapo.pt)
(mailto:jesusrocks@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Março de 2004 às 00:29
As únicas flechas que poderia lançar seria através de palavras, mas como não as uso para tal, deixo as flechas de lado. As palavras pronunciadas, tento que sejam palavras que não magoem, mas sem deixar a franqueza de lado. Oportunidades perdidas... algumas... uma boa lista delas já... mas, outras se irão juntar a estas... basta viver para que isso aconteça... BjinhosAnjo Do Sol
(http://mywords.blogs.sapo.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Março de 2004 às 00:05
E mulher para isso onde está?Não existe,porque tu não és mulher,és um monstro que engana todos os que conhece e depois de ter o que quer (sexo) deita-os fora.
A melhor que aprendeste agora foi o 'amo-te muito luisinho'ahahahahahah!!!!!mafaldinha
</a>
(mailto:mafaldasantosl@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Março de 2004 às 21:32
eu simplesmnt nao vejo o que se passa a minha volta...tenho mais que fazer ando ao sabor da mare...que me levem...estou morta...errr....:( beijossssmorro no altar de ti
(http://vidaeterna.blogs.sapo.pt/)
(mailto:zargarida@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Março de 2004 às 00:08
Gostei do teu blog.tá um cantinho fixe.Quanto ao teu pensamento,lembra-te de Cupido e Psique.As flexas tb quebram!Mas não é o caso: neles a história termina bem.O Amor e a Alma(Psique)tinham-se procurado e,depois de muitas provações, acabaram por se encontrar - essa união nunca mais seria quebrada.Adorei!Jinhos!!!!!!!!!!!!!!Joao
(http://www.causafilosofica.blogs.sapo.pt)
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Março de 2004 às 23:59
"Palavras pronunciadas.. penso-as antes de as dizer, mas as que são verdadeiramente importantes, não as evito, doa a quem doer" É pena não ser sempre assim.
Red Eagle
(http://carpideiro@blogs.sapo.pt)
(mailto:red_eagle@sapo.pt)


De Anónimo a 15 de Março de 2004 às 20:25
Eu meto sempre a pata na poça... Paciência!
Gostei! :)Morgatha
(http://nightwritings.blogspot.com)
(mailto:night_writings@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Março de 2004 às 19:59
É verdade que a flecha lançada não volta atrás, mas também eu não tenho arco para dispará-la. Quanto às palavras ditas há que pesá-las bem... às vezes, na nossa ira, dizemos o que não sentimos e magoamos as pessoas de quem mais gostamos de uma maneira que pode não ter volta. Por isso há que pesá-las bem antes de as proferir em voz alta, por mais que insistam em latejar nos nossos ouvidos no meio de uma discussão. Mas, das 3 coisas enunciadas no teu post devo dizer que a que mais me toca é a da oportunidade perdida. Também eu já desperdicei muitas e só Deus sabe o quanto me arrependo de muitas coisas que podia ter feito e não fiz. Às vezes é preciso mais do que esperar que a vida nos entregue as coisas de bandeja. Às vezes é preciso ir à luta. É certo que é um risco e que podemos não conseguir fazer valer os nossos intentos, mas a pouca experiência de vida que tenho já serviu para me ensinar que prefiro arrepender-me das minhas tentativas frustradas do que dos meus silêncios, da minha passividade, daquilo que poderia ter tentado ao invés de me encolher enquanto a vida me passava diante dos olhos e a oportunidade me iludia para que outro a apanhasse. Jinhos :)Cris
(http://www.palavrasaovento.blogs.sapo.)
(mailto:cris_sofia@hotmail.com)


De Anónimo a 15 de Março de 2004 às 19:51
Pra mim exas cenas são manhosas pk eu té sou impulsive as X's faço cenas sem pensar bem mas ñ me costumo arrenpender pk na altura axei k o devia fazer e dps nem penso mto nixo!! Mas tb ha situações k eu gostava d ter evitado mas k nem sempre dependeram apenas d mim.. mas d restos pa vivo ao meu sabor da brisa, ao meu ritmo :P e as oportunidades té parecem aparecer as X's do nd como foi esta agora d poder bazar me d pT :) pa UK
Só 1a ceninha .. -> pam_morrison Ñ é arrepende te dakilo k ñ fizes tes em X d te arrependeres do k fizes t?!TATTOOED
</a>
(mailto:KSETATTOOED@hotmail.com)


Comentar post