Segunda-feira, 24 de Maio de 2004

Negro flutuar

Starlight

Perdida nesta vida…
Ou será nesta morte !?
Eu já não entendo bem
É doce o flutuar na
Noite aconchegante.
Mas não paro de me questionar:
- Vivo para quê?
Será que assim é viver?
No meio das minhas cogitações
Um tic tac do velho
Relógio de pêndulo
Apela ao meu olhar atenção.
É quase manhã.
Em breve a aurora do novo dia.
O Sol … já nem o vejo nascer
Não sinto assim tanta falta dele.
Para quê?
Para ser mais visível a minha
Incontestável decadência?
Tenho medo da luz.
A luz nunca foi meiga para mim.
E agora que desconheço
O meu real estado
Não me quero arriscar assim.
Não quero voltar a sofrer
Não quero mais as sensações
Nem de Alegria nem de Dor.
Apaixonei-me por este
Cómodo flutuar nocturno.
Não quero mais o sol
O ardor das sensações
Dos vivos neste lugar
Ingrato para quem ama.

Bina Ladina aka NightWitX às 02:17
| ...Comenta...
7 comentários:
De Anónimo a 30 de Maio de 2004 às 01:00
escreveste isto agora ou ha uns anos atras? ta simplsmnt lindo... as vezes é como me sinto... beijinho linda...e sabes bem o pkê que viveres... debaixo do sol, nem que seja so para verem como es linda :P:P lol beijinhoooo es uma kidamorro no altar de ti
(http://vidaeterna.blogs.sapo.pt/)
(mailto:zargarida@hotmail.com)


De Anónimo a 27 de Maio de 2004 às 01:03
Por vezes temos medo que a luz nos mostre aquilo que insistimos em não querer ver... Continua, muito bonito o poema =) ***CaMiLiNhA
(http://simplesmentepalavras.blogs.sapo.pt)
(mailto:lipaxana@sapo.pt)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 22:26
Oi amiga,gostei no novo visual e gostei muito de ter-te conhecido aqui no mundo dos blogs e nunca te esquecerei,sairei do mundo blogueiro,vou ficar ausente durante muito tempo,mas sempre que tiver um tempinho cá estarei para visitar os amigos,beijinhos e muitas felicidades,graçagraça
(http://dreams.blogs.sapo.pt)
(mailto:jana_heart@hotmail.com)


De Anónimo a 25 de Maio de 2004 às 11:30
Nigtwitx, adorei este poema, vivo ou morto já nem sei, mas senti-o bem forte. Beijos doces.jorgebond
(http://tounotop.blogs.sapo.pt)
(mailto:januarioassuncao@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Maio de 2004 às 22:41
a luz tb jah m fez mto mal... jah me keimou os olhos e a pele... tanto que me fez esconder bem no fundo de um poço escuro, e eskecer k existia dia... mas tu apareceste e curas-te as feridas que doiam tanto... conseguis-te que eu perdesse o medo da luz... jah n me keima, sei que contigo nada me pode fazer mal... obg por me protegeres... gostava de te conseguir proteger assim, gostava que a luz n t keimasse, gostava que perdesses o medo pela luz... amo-te muito... deixa a manhã chegar e não temas... se tiveres medo, chama-me que eu apareço para te confortar... se a luz t keimar... eu venho para te proteger... n temas... eu tou sp a apoiar-te! amo-te muito, minha anjinha linda! *********************|zAiTz3v||
(http://mdp.blogs.sapo.pt/)
(mailto:zaitz3v@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Maio de 2004 às 20:03
Nao sabes pa k vives !?!?Porra tenho k ser eu a dar te todas as respostas as tuas perguntas?!?! E' facil .. Vives pa em pagares bilhetes d cinema :PTeu Manu xunga :P
</a>
(mailto:P.W@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Maio de 2004 às 02:36
Arrisca-te a olhar o sol, por vezes novas realidades são melhores do q o nosso mundo. Por vezes encarar o sol faz bem, mm q qd ele passa venha a noite e o escuro e aí já ñ seja preciso a resistencia ao sol. Mas no novo dia, o sol volta e temos q sofrer com o enfrentar do mm de novo. Se conseguir-mos tirar partido do primeiro encarar do sol na primeira vez, das outras já ñ nos fará tanto mal. E aí sim, vivemos no verdadeiro mundo, o da noite e o do dia. Mm preferindo a noite, o mundo tem noite e dia. E temos q ver e conhecer ambos...

Em relação ao poema, cm sempre tá divinal. Consegues exprimir-te duma forma simplesmente linda...

Um beijo... *'s RiCoxixo
(http://rastejante.blogs.sapo.pt)
(mailto:Rcoxixo@hotmail.com)


Comentar post