Sábado, 8 de Janeiro de 2005

DE UM AMOR MORTO

s 
De um amor morto fica
Um pesado tempo quotidiano
Onde os gestos se esbarram
Ao longo do ano

De um amor morto não fica
Nenhuma memória
O passado se rende
O presente o devora
E os navios do tempo
Agudos e lentos
O levam embora

Pois um amor morto não deixa
Em nós seu retrato
De infinita demora
É apenas um facto
Que a eternidade ignora

Sophia de  Mello Breyner Andresen


Bina Ladina aka NightWitX às 00:13
| ...Comenta...
8 comentários:
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2005 às 23:41
dsc so comentar agr :( de um amor morto so restam feridas abertas... ate sararem, ou alguem as curar... amo-te muito **********|zAiTz3v||
(http://mdplace.blogspot.com)
(mailto:zaitz3v@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2005 às 03:10
saudações
seu blog é maravilhoso!
adoreis seus poemas e imagens...
abraçosMenino Maldito
(http://www.cemiterio_maldito.blogger.com.br)
(mailto:anjo_da_morte_@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2005 às 12:15
olá Pecola :) Da minha parte sei que foi bem vivo, da outra parte... não sei mas parece que não :(Nightwitx
</a>
(mailto:nightwitx@hotnail.com)


De Anónimo a 10 de Janeiro de 2005 às 02:02
:) um amor quer.se vivo.. o que é "morto" terá sido amor?Pecola
(http://pecola.artedoengenho.net)
(mailto:pecola@netcabo.pt)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2005 às 19:18
Gostei muito do poema...é da S.Mello Breyner?
Beijos*

Yuna
(http://rainydays.blogs.sapo.pt)
(mailto:godness_25@hotmail.com)


De Anónimo a 8 de Janeiro de 2005 às 15:16
Como é tão bela a vida daqueles para quem o Amor nunca morreu, tão fácil, tão feliz... Porque para outros, alguns de nós, a vida nunca mais será assim depois de carregarem na alma a cicatriz de terem presenciado a morte do Amor, de a terem sobrevivido.The Invisible Man
(http://interferenciasensitiva.blogspot.com)
(mailto:dumbfounded@hotmail.co.uk)


De Anónimo a 8 de Janeiro de 2005 às 14:19
oix adorei os teus poemas ou melhor os d sofia... voltarei ca mais vezes e espero receber a tua visita e o teu comentario no meu blog http://paulinhapvz.blogs.sapo.ptpaula
</a>
(mailto:paula@sapo.pt)


De Anónimo a 8 de Janeiro de 2005 às 02:14
nao conheço os poemas d sophia andresen mas gostei... boa escolha!!!!
vai aparecendo n meu blog!
osimachina
(http://osimachina.blogspot.com/)
(mailto:osimachina@iol.pt)


Comentar post