Terça-feira, 18 de Janeiro de 2005

A menina que ria

pikinina

Era uma vez uma menina,
Uma menina que ria muito,
Nos seus olhos mil alegrias,
No seu coração outras mil amarguras.
A menina deambulava sozinha
Pelas ruas da cidade da gente grande.
Um dia fugiu de sua casa e perdeu-se.
Ninguém mais a procurou.

A pobre menina escondia,
Com o seu largo sorriso, as duras
Lições que aprendera da sua vida.
Não se podem mostrar as lágrimas
Sem que exista alguém que se ria delas,
Não se pode ser feliz muito tempo,
Sem que alguém nos perca,
E nunca mais volte a querer achar.

A menina ria para esquecer,
Gostava de ver o riso dos outros.
Tinha alma de palhaço que
Faz rir quem está triste mas
Chora sem nunca o mostrar.
Todas as noites a menina
Sonhava encontrar, numa dessas
Ruas da cidade dos grandes,
Um menino que gostasse dela,
Triste, contente, mas só a ela...

A menina da foto, é uma amiga que eu não vou dizer quem é senão ela faz-me a 'folha'


Bina Ladina aka NightWitX às 00:53
| ...Comenta...
|
11 comentários:
De Anónimo a 21 de Janeiro de 2005 às 01:44
ta engraçado o poema!!
continua*osimachina
(http://osimachina.blogspot.com/)
(mailto:osimachina@gmail.com)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 21:47
Olá, Descobri isto que talvez te agrade... se calhar já conheces, mas aqui vai.
:)
http://emmidgard.blogspot.com/Invisible
(http://interferenciasensitiva.blogspot.com)
(mailto:dumbfounded@hotmail.co.uk)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 18:21
Um dia disse a alguém assim: Diz-me o que escondes atrás do teu sorriso...Distante
(http://distante.blogs.sapo.pt)
(mailto:distante@megamail.pt)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 00:50
Saudações
Belo momento.
Gostei bastante desta tua escrita.
Teu blog continua magnifico.
Continua
Felicidades
www.poetaslunares.blogs.sao.ptangeliser
(http://www.poetaslunares.blogs.sapo.pt)
(mailto:angeliser@wolfheart.org)


De Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 17:21
VIOLAÇAO DA MINHA IDENTIDADE!!! MORTE À VIOLADORA! é que nem autorizaçao nem nada toca de por a fotozinha de MOI, sem dizer niente né?? VOU TE POR NA FOGUEIRA! olha laaaaaaaaaaaaaaaaa tu imaginas a quantidade de rebarbados que estao a bater uma pkausa da minha foto??? imaginas? é pior co velho que te mostrou a pilinhaaaaaaaaaaaa .\ pronto.... estou mais calma... queres participar numa guerra de pilinhas que explodem no ar com bueeeeeeeeeeeee areia??? :D bisousssssssssss coisa boa :) gostei do texto :)**** asteriscos bóniskiller sentimental
(http://killersentimental.blogs.sapo.pt)
(mailto:iwillbeyourliquor@hotmail.com)


De Anónimo a 19 de Janeiro de 2005 às 13:45
Não sei quem é a menina da foto, mas é muito parecida comigo quando eu era pequena.. LOLOL

Excelente resposta ao post anterior, já agora. :)Pecola
(http://pecola.artedoengenho.net)
(mailto:pecola@netcabo.pt)


De Anónimo a 18 de Janeiro de 2005 às 22:15
a menina ria para se esconder, mas agora já não precisa de esconder o que sente... ama tu tanto nina linda *************|zAiTz3v||
(http://mdplace.blogspot.com)
(mailto:zaitz3v@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Janeiro de 2005 às 21:15
Ao ler as tuas palavras ocorre-me a noção de "introspecção reflectiva", a atribuição causal de externalidades inevitaveis, que quando nos atingem nos moldam, nos deformam daquilo que julgavamos ser, perdemos a identidade, entramos num circulo vicioso de contradições... Doi que se farta! Depois vem a razão, o racional em nós que nos distancia de nós próprios mas que nos põe em perspectiva, que nos atira de volta para o nosso "verdadeiro eu", cicatrizado mas vivo.
Tu estás viva!The Invisible Man
(http://interferenciasensitiva.blogspot.com)
(mailto:dumbfounded@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Janeiro de 2005 às 21:02
Muito bem!Gostei :)
Beijos* * Vampiria
(http://www.childrenofglamour.blogs.sapo.pt)
(mailto:pppp@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Janeiro de 2005 às 14:16
Está muito giro o poema. Tem a sua lição.DiaBoliK AnGel
(http://diabolikangel.blogs.sapo.pt)
(mailto:amff@iol.pt)


Comentar post

pesquisar

 

me

Mistérios Recentes

Tantos anos depois..

Just a view

So Cold.. but HERE

Futuro...

Saudade

Delicate... and Blue!!

He's leavin' home

Para onde vais?

Decepção

Dificuldade....

Links MisteriosoS..

Brams de Lata
mY dArK pLaCe

mY dArK pLaCe
Diário de uma Gaija Louca
100 Contemplações
A chegada da Aurora
Burden and Chaos
Lótus... Pedaços de Mim
Distante
Evolving Metamorph
Resignação Nua e Violenta
Ilha das Maçãs

capricorn firedragon

Mistérios do Passado

Fevereiro 2014

Novembro 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Fevereiro 2012

Agosto 2011

Maio 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Agosto 2010

Abril 2010

Março 2010

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004